JANELA ABERTA

Atualizado: 27 de mai. de 2020

Como vai você?


Como vai a estação que você está passando?


Outro dia, sentada com meus temores, conversando com antigas dores, observei uma janela aberta no tempo, e notei como é importante a gente aprender a identificá-las e valoriza-las. Se você parasse agora, neste exato momento, para avaliar a sua caminhada, qual é o sentimento que ganharia força?


O presente, é uma grande janela aberta. Uma janela de oportunidades e recomeços, tão necessária quanto as falhas que nos ensinam para onde não mais voltar, hoje, meu conselho é: use o que ficou para trás como referência para não mais voltar, se isso te faz recuar.


Pode ser que exista ainda uma outra janela aberta, só que nublada diante de tantas dúvidas, medos e inseguranças,talvez você passou tanto tempo ignorando, fingindo que o problema não estava ali, que no presente momento, ele ganhou tanta forma que o impossibilita de enxergar o outro lado, e tudo bem, não se culpe, você só precisa de um novo olhar.


Você sabia que a forma como você percebe e processa a sua realidade influencia na maneira como você se sente e se comporta? Que tal um exercício?


Faça o exercício de identificar as janelas que você fechou ao longo da sua jornada pessoal e hoje, gostaria que estivessem abertas ou as abertas que você abriu com as próprias mãos, e percebe que estaria melhor se já estivessem sido fechadas. E aí?


Existe sempre uma nova onda de possibilidades o aguardando, e por mais que a mudança seja, a princípio um lugar de desconforto, é também o lugar de renovo.


Pense nisto.


Psicóloga Lúcia Fernanda




50 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo