VIVÊNCIAS DE INCERTEZAS E ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL

Incerteza. Dúvida, hesitação. Estado ou caráter do que é incerto. Tempos de incerteza! Enfrentamos agora um novo estilo de vida e máscaras por todo lugar! Fizemos planos, pensamos em projetos, e tudo chegou para nos fazer rever, reestruturar, reconstruir, ressignificar. Ressignificar a vida, as relações, e tentar enxergar beleza em algum lugar. Costumo dizer que ressignificar é como uma arte e, às vezes, é um exercício difícil, árduo, mas extremamente importante para viver com leveza os momentos mais complicados. Destaco aqui que a leveza não é ausência de sofrimento, medo e/ou angústia. Mas sim, caminhar sabendo que o sentir é inevitável, mas o continuar é possível, a partir de um olhar de esperança diante do inesperado. Inesperado! É o que temos!


Na verdade, é o que sempre marcou a nossa existência!


Nesse momento, o inesperado trouxe a incerteza e ela tem confrontado, peito a peito, com muita gente. Ei, eu e você estamos nessa! Nessa tempestade em um grande mar com ondas que em momentos são mais leves e em outros mais agitadas. E é tudo subjetivo! Tem gente conseguindo prosseguir o caminho, outros estão vivenciando guerras internas. Que guerras! E sabe? Preciso dizer para você que está tudo bem! Tudo bem se você sente medo de não dar conta! Tudo bem se a incerteza tem batido forte na sua porta! Tudo bem se alguns dias tem sido mais quietos, sem muitas tarefas cumpridas. Você e eu, somos humanos, somos “sentir”. Por isso, é positivo e humano acolher nossas emoções, nossas dores, ter um diálogo com nós mesmos para assim prosseguir, do nosso jeito, um dia de cada vez.





A situação incerta é evidente e fez-nos assumir papéis diferentes. Se necessário: Pare, respire, pense, reorganize! Reorganizar traz para a vida movimento. E movimento exige de nós ação, flexibilidade! Flexibilidade para compreender que a vida é um grande balanço, a gente precisa se reinventar, mudar a todo momento. Essa mudança acelerada, muitas vezes, traz sofrimento, cobranças excessivas, cansaço físico e emocional. Mas ela é real! Bateu com “velocidade 100G” e precisamos nos readaptar! Reorganizar a vida, inclusive a vida profissional.

“Como lidar? O que fazer? E agora? A internet caiu!”

PARE! RESPIRE! Você não está sozinho (a)! Bate aqui! Estamos nesse grande balanço tentando caminhar a cada dia de maneira funcional dentro das nossas possibilidades! Nesse momento o fazer passa por mudanças e nos deparamos com a internet em todo canto. Na sala, quarto, cozinha. Aonde tiver um cantinho, um tempinho, silêncio. “Ou eu mexo com ela ou ela mexe comigo...” E para não parar, é importante levar suporte psicológico a todo lugar, alcançar, acolher as demandas. E assim a vida continua, segue tocando em frente, não pode parar. JAMAIS!

“Tente! E não diga que a vitória está perdida. Se é de batalhas que se vive a vida. Tente outra vez.” (trecho da canção “tente outra vez” – Raul Seixas)


Lembre-se: O sol continua nascendo, brilhando, trazendo vida, calor. Os pássaros seguem cantando a mais linda melodia, eles estão aqui, aí. Independente da estação que estamos vivendo, o sol e os passarinhos continuam. Continuam aparecendo para iluminar os nossos dias. Sigamos assim! Como o sol, levando brilho, vida, calor, esperança para quem está perto. E como os passarinhos, que seguem levando muita melodia em todo canto. Que em cada canto, o nosso canto seja vida, luz, afeto, empatia e muita melodia.














Com carinho, Psicóloga Amanda C Nogueira de Sena CRP 22/03576 Contato: psicoamandasena@gmail.com

47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo